Emater e Grupos Organizados do Lar têm grande reconhecimento na Sessão Comemorativa da Câmara

por adm publicado 13/12/2019 14h15, última modificação 13/12/2019 14h33
A Sessão Comemorativa em homenagem aos 28 anos dos Grupos Organizados do Lar - GOL’s e 63 anos do trabalho de extensão rural prestado pela Emater, realizada na noite de quinta (12), na Câmara, proporcionou um reencontro de atuais e antigos responsáveis por inúmeras atividades de fomento ao meio rural.
Emater e Grupos Organizados do Lar têm grande reconhecimento na Sessão Comemorativa da Câmara

Josi proponente da sessão fez uso da tribuna

 A proposta foi da vereadora Josi Paz (PSB), qualificada por ela como “um momento muito especial, em que se valoriza o dia-a-dia e o trabalho de cada um de vocês”.

Josi descreveu os GOL’s como um lugar de sociabilidade, formado por agricultoras, que objetiva buscar maior integração, conhecimento através de diversas atividades, desde palestras, cursos, festas e também excursões. Atualmente, existem 18 GOL’s no município de Montenegro. “Representa muito mais do que apenas um espaço de sociabilidade, há a participação e acompanhamento das integrantes nas reuniões, o que as deixa mais seguras e independentes”, qualifica a vereadora.

Ela mesma é uma das participantes: “o primeiro em que atuei, há 18 anos, foi o GOL Cristo Rei, em Vapor Velho, sendo que ainda tenho o bótom, o qual eu guardo com todo o carinho. Atualmente, participo do GOL “As Montenegrinas”, cuja presidente, Patrícia Weschenfelder, está aqui na sessão. Com muito carinho, participo ainda dos GOL’s, e continuarei participando enquanto Deus me der saúde”, disse na tribuna.

Contou também que, muito jovem, iniciou fazendo cursos de pintura em tecido, “com a querida Clara Soares, que está presente aqui, hoje. Ela vai sair daqui dando autógrafo, porque todos que conviveram com ela são apaixonados por ela”, disse. “Lá, aprendi a ter coragem e a não aceitar o que não me fazia bem”. Mencionou ter feito um curso, em Campo do Meio, com instruções sobre como se preparar e conduzir reuniões. “Todo o conhecimento adquirido me ajudou muito a chegar até aqui”.

Disse que uma das metas do seu mandato era homenagear os GOL’s e a Emater, “que tanto me ensinaram e me encorajaram a ver um mundo muito maior de possibilidades”. Citou pesquisa científica apontando que “os Grupos representam um espaço de liberdade, afirmação, de lazer, de diversão, de troca de experiência, de ideias, de aprendizagem, de diálogo, de integração e ajuda mútua e de quebra, pincipalmente, de rotina”.

Montenegro, pioneiro na Emater

 Mencionou a entidade também homenageada na sessão, a Emater, fundada em dois de junho de 1955. “Naquela época, apenas onze municípios foram contemplados com o trabalho de extensão rural, dentre eles Montenegro. A proposta era a de levar ao homem, à mulher do campo e à sua família uma orientação educativa que o valorizasse e preparasse, e à família rural, para a conquista de níveis mais elevados de bem-estar, através de um aperfeiçoamento da técnica nas atividades agropastoris, e na capacitação de senhoras do meio rural”.

Relata que no dia 29 de maio de 1956 foi aberto o escritório da então Ascar (Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural), em Montenegro. “Infelizmente, a cada troca de governo se estuda, se repensa e se propõe mudanças para a Emater. Não podemos deixar isto acontecer”, sublinha a vereadora, acrescentando que a preocupação com o futuro da entidade motivou a Câmara a apresentar Moção de Apoio à mobilização para a manutenção e fortalecimento da Emater/Ascar, “há mais de seis décadas, de suma importância para o desenvolvimento do nosso estado”.

Finalizou seu discurso fazendo um agradecimento especial à integrante da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Maria Cecília Bartzen, “por todo comprometimento e dedicação em desenvolver atividades junto aos GOL’s, através do planejamento de cada um”. Salienta: “a cidade não vive sem o campo, e o meio rural tem na Emater e nos GOL’s os maiores símbolos de sua dignidade, sua importância e sua grandeza”.

Também se manifestou, representando os Grupos Organizados do Lar, Terezinha Angeli, integrante do GOL Nossa Senhora dos Navegantes, de Porto Pereira. Contou que no grupo há pessoas que se dispõe a dar cursos, palestras, fazer comidas. “É muito interessante, a gente é uma família”, destaca, acrescentando que existe muita expectativa com relação às reuniões, que ocorrem na terceira quarta-feira de cada mês. Por fim, homenageou Araci Marcadella, integrante do GOL, que faleceu semana passada: “era muito entusiasta, dava muitos exemplos para as mais jovens que ela, sempre demonstrando muita alegria, muita disposição”.

Fábio André da Encarnação, da Emater, agradeceu o apoio da Câmara através da apresentação de uma Moção de Apoio à entidade. “O trabalho da Emater dispensa comentários. Todos nós sabemos o que ela faz, não só em Montenegro, mas em todo o Rio Grande do Sul. Acompanho o trabalho da Emater há mais de quarenta anos”, testemunhou a seguir o Secretário de Desenvolvimento Rural, Ari Müller, assegurando que já naquela época a empresa incentivava o desenvolvimento do nosso interior, a produção de leite, a produção de hortas, as culturas de subsistência, a citricultura, “que é o nosso carro-chefe, atualmente, em Montenegro. A maior produção, o que mais rende para o nosso município, hoje, é a citricultura, somos o maior produtor de citros do estado, atualmente”. A Sessão finalizou com a entrega de lembranças a cada uma das entidades homenageadas.